Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mesmo sítio de sempre.

mesmo sítio de sempre.

A galinha mais triste do mundo.

Os meus pais têm cada vez mais animais na sua quinta. Cães, gato, pássaros, coelhos, galinhas...

As nossas cadelas foram as primeiras aquisições, ainda nem vivíamos aqui quando duas delas já faziam parte das nossas vidas, a terceira e última já nasceu aqui. Tivemos receio que elas não aceitassem outros animais ou que, pelo menos, não gostassem muito da ideia inicialmente. São boas surpresas quando vemos as cadelas a quererem brincar com as galinhas e choraram por as verem confinadas ao espaço que o meu pai lhes construiu.

Os cães talvez se consigam habituar a outros animais, mas as galinhas não.

Há um mês atrás os meus pais compraram 5 galinhas poedeiras e este fim de semana decidiram comprar mais uma. O meu coração incha quando percebo que as galinhas que já lá estavam odeiam aquela pequena que foi colocada no espaço delas.

É a galinha mais triste do mundo, sempre sentada num cantinho da capoeira, com o olhar triste e distante. Quando se levanta para ir beber água ou para comer as outras vêm atrás dela e bicam-na. E ela, sozinha, deixa-se bicar. É triste e impotente, mais pequena, mais fraca e mais frágil. Tudo isso até podia ser suportável e superável se não estivesse sozinha. 

Não sei se ela própria consegue pensar na tristeza que é a sua vida, mas eu sinto-me triste ao vê-la e a pensar nela, quase choro. 

Aquela velha expressão "quanto mais pessoas conheço mais gosto de animais" não se aplica minimamente. As pessoas dizem isso porque não conhecem os animais, o mundo deles também sabe ser cruel. Só nós, com a racionalidade que temos, é que poderíamos fazer diferente. E muitas vezes não fazemos.

Eu não posso fazer com que o grupo aceite a galinha mais triste do mundo mas posso fazer isso quando no lugar da galinha se tem uma pessoa. Podemos todos fazer isso. Talvez assim houvessem menos pessoas mais tristes do mundo.

o melhor momento da minha vida.

Foi quando a minha maior inspiração, a minha maior referência, exemplo tomou conhecimento do meu trabalho, apoiou, gostou, partilhou e teceu palavras tão bonitas.

Sei que da vida levamos pouco mais do que os rostos que nos rodeiam e os segundos, minutos, micromomentos de felicidade pura que vamos vivenciando. São os momentos que levamos para sempre, que jamais esqueceremos. E este foi um deles.

E não foi bom apenas por aquilo que me proporcionou diretamente mas também pela vontade e a motivação que me causou. Já passou uma semana e eu sinto que o meu depósito está cheio de combustível, estou cheia de energia e de vontade para trabalhar.

Este ano, quando decidi lutar pelo meu sonho nunca pensei que me pudesse sentir tão embrenhada nisto.

Depois do ano fantástico que tive na faculdade e de ter acabado o semestre com boas notas, este verão vou dedicar 100% ao meu projecto.

É preciso trabalho, é preciso chatear as pessoas e pressioná-las para fazerem as coisas que queres ver feitas, é preciso chegar à frente, procurar muito mas é giro como tudo se vai construindo dia-a-dia, passo a passo, como as ideias vão surgindo e como se vão concretizando. Quando encontro um beat que cai perfeito na letra, ou quando encontro um beat que faz sair uma letra na hora, procurar produtores, gráficas, pedir catálogos, orçamentos, procurar artistas para me fazerem a capa, dar ideias para o c.d, pensar em guiões de videoclip, roupa para vídeo, melhor forma de interpretar a música, back vocals, acrescentar ou retirar notas, palavras e tons, o nome da música (que normalmente é a última coisa), etc etc etc.

Todas estas pequenas coisas contam no fim e eu quero chegar lá com o sentimento de maior satisfação.

A semana passada tive o melhor momento da minha vida e eu quero muito que não seja o único. É trabalhar.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D